g.sednanref
::.Não sou nada. Nunca serei nada. Não posso querer ser nada. À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.::
22.11.06
Abismo..



Sabe o que é estar tão próximo do que se espera e de repente, num piscar de olhos, o abismo novamente se estabelece? Pois é, foi isso que aconteceu e é como defino meu estado nesse momento, num profundo eu perdido.
Burrice! Quanta burrice! Insensatez embriagada por um sentimento doentio, que cega e destrói tudo que está ao redor... Não quero mais senti-lo! Não irei mais. Não tem por que...
A cada dia que passa, a cada passo que dou, percebo como sou idiota com algumas coisas e somente a cautela e a confiança podem mudar. E estou tentando dia após dia ser uma pessoa diferente, madura.
Hoje fiz uma coisa nada a ver, que ainda não estava superada porque eu ainda não tinha me dado conta da existência dela, e cheguei à conclusão de que tal atitude nem deveria ter sido pensada, que a confiança estaurada existente no momento basta. Insegurança define bem o que foi esse sentimento devasso, e que não deveria existir, e hoje vi que não existe e me arrependo de te-lo sentido.
Errando a cada dia e aprendendo sempre com esses erros, queria não ter que errar sabia? Também não aprenderia certas coisas...
Ao menos o que aconteceu hoje, tenho a certeza de que não irá se repetir, porque compreendi que quem eu amo gosta muito de mim, que faz o que pode e o que não pode por mim, e que não há porque ter medo de perde-lo sendo que não há motivos para tão sentimento. E precisei levar um tombo pra enxergar. Santa burrice!
Essa é a vida, sempre pregando peças em nós, rindo o tempo todo da nossa cara, mas um dia isso irá mudar, um dia ela ri de mim, no outro serei eu.



posted by g.sednanref @ 12:33 AM  
3 Comments:
  • At 22.11.06, Anonymous Sebastian said…

    Pois é... essa vida insana que ri da gente e faz cara de louca!
    Eu desacredito das nossas atitudes as vezes!
    Não quero te censurar pelos seus atos... maaassss.... vou te dar o mesmo conselho que me dou sempre: CUIDADO! Até pequenos deslizes podem causar o afastamento das placas tectônicas!hahahaha
    Bjus minha lindinha...

     
  • At 22.11.06, Blogger :::kathy::: said…

    Eh concordo com o Sebs...
    em gen. nº e grau...
    de graum em graum a galinha enche o papo e o saco...

     
  • At 22.11.06, Blogger Lucca said…

    Gente...

    Eu detesto admitir mas, pelo andar da carruagem, sou obrigado a fazer MESMO jus às colocações de Sabastian!
    Acabo de ler o post e tudo o que consigo pensar é:
    "OI?!"
    Anyway...
    Always the last with the news...
    Mas não importando os fatos, importa o seguinte pequena Roxxy: "Desculpe" não é uma "borrachinha mágica" que apaga nossos erros, não. Contudo, prostrados diante da inexorabilidade do FEITO, do COMETIDO, não há bálsamo melhor que o bom e velho pedido de desculpas para nos aliviar o peso, como a própria excusa diz, da "CULPA"!
    O que tô querendo dizer, então, é o seguinte: todos nós somos passíveis de cometer erros, linda. E se COMETÊ-LOS é quase inevitável. ASSUMÍ-LOS é um dever e NÃO REPETÍ-LOS é um compromisso que temos assumir conosco mesmos!
    Espero que as coisas se ajeitem por aí, lindeza.
    Luz pra todo mundo!

    Beijãozão!

     
Postar um comentário
 
About Me

me: g.sednanref
See my complete profile

Previous Post
Archives

Blogger Templates

BLOGGER